Notícias
POESIA
Bibliotecas exaltam obra de Vinicius de Moraes
16/05/2018 | 17h25
Bibliotecas exaltam obra de Vinicius de Moraes

As luzes do teatro Nair Bello se apagaram e um burburinho tomou conta da escuridão. Enquanto o palco se iluminava, estudantes de escolas municipais foram desvendando toda a sonoridade da música “A Terra Prometida”, de Vinicius de Moraes e Toquinho. A canção foi interpretada por alunos da Emeief Limeira, em parceria com instrumentistas da Banda Marcial do CAMPL, como parte da “Semana Vinicius de Moraes”. O evento é promovido pela Biblioteca Pedagógica e a Biblioteca Municipal Prof. João de Sousa Ferraz, dentro do projeto Bibliotecas do Parque.

 

Nesta quarta-feira (16), o teatro recebeu uma série de apresentações artísticas inspiradas na obra do autor, que também contaram com a participação das escolas Profª Marcia Ap. Della Coletta Sillmann, Prada, Maria Ap. Machado Julianelli, Egle Maria Ciarrochi e Prof. Arlindo de Salvo. As crianças se divertiram com encenações que misturaram música e teatro, como em “As Borboletas”, ou ainda, em “A Casa”, “A Foca”, e “A Porta”, da obra “A Arca de Noé”, publicada em 1970.

 

Segundo a coordenadora da Biblioteca Pedagógica, Taciana Lefcadito Alvares, além de apresentar a vida e a obra do autor, a iniciativa pretende incentivar o gosto pela leitura e promover a formação de leitores. “É o primeiro ano em que introduzimos uma programação totalmente dedicada a Vinicius de Moraes e o resultado foi bem-sucedido”, comentou.

 

Taciana elogiou a dedicação por parte das escolas e a atuação voluntária tanto da banda do CAMPL quanto das integrantes da Confraria do Conto, Renata de Paula, Simone Campanha e Edith Balancin. “É uma forma enriquecedora de trabalhar o autor, uma atividade que irá contribuir com a bagagem cultural dos alunos”, frisou.

 

É o caso da aluna do quarto ano da Emeief Limeira, Ana Luiza Spadotin. Ela disse que conheceu o poeta ao longo do trabalho de preparação da atividade realizada hoje. “Estudamos a biografia de Vinicius de Moraes”, contou. A colega de classe, Beatriz Lívia Garcia Santicioli, afirmou que também gostou do projeto. “Eu já tinha ouvido falar desse poeta. Li os livros dele na biblioteca”, afirmou. Após as apresentações, os alunos visitaram as exposições de trabalhos sobre o autor, que ficam em cartaz até sexta-feira, nas bibliotecas do parque.

 

Notícias recomendadas para você
BUSCAR NOTÍCIAS