Notícias
ANTIGA UNIÃO
Lei que possibilitará investimento de R$ 1 bilhão vigora a partir de sábado
20/09/2018 | 19h25
Lei que possibilitará investimento de R$ 1 bilhão vigora a partir de sábado

A partir do próximo sábado (22), entra em vigor lei municipal que garantirá um investimento de R$ 1 bilhão no município de Limeira para os próximos anos. A lei em questão regulamenta inúmeros empreendimentos que serão realizados em cinco terrenos onde por décadas funcionou a antiga fábrica de açúcar da marca União, entre os bairros Vila Camargo e Boa Vista. “Esse tipo de iniciativa poderá virar a pagina da nossa cidade, principalmente devido ao momento de crise vivido pelo país”, assinala o prefeito Mario Botion.

Desde o início da atual administração, Botion determinou que sua equipe agilisasse processos e medidas concretas para viabilizar o investimento que proprietários das áreas pretendem fazer naquela região do município. “Bairros como a Boa Vista e a Vila Camargo serão revitalizados com os projetos que irão surgir decorrentes desses investimentos”, observa o prefeito.

A lei que regulamenta os empreendimentos disciplina e estabelece prazos para os investimentos que serão feitos naquela região. Os empreendedores pretendem construir prédios de apartamentos residenciais e um complexo comercial em espaços antes ocupados pela refinaria de açúcar.

Como reflexo dos investimentos privados, o município receberá obras importantes como contrapartida dos empreendedores. Uma delas é um novo terminal intermodal de passageiros (Estação Rodoviária) que será construído pela iniciativa privada e depois doado ao município ao lado da Avenida Engenheiro Antonio Lucato (marginal Tatu).

Outro benefício que o município terá como contrapartida é a implantação de um Parque Urbano Linear, que se situará ao longo do leito canalizado do Córrego Lazareto – investimento que também será feito pelos empreendedores. Finalmente, a atual administração obteve a garantia dos empresários de que 100 unidades habitacionais que integram os projetos habitacionais na região serão de interesse social (que atenda população com rendas inferiores).

 

PRAZOS E EMPREGOS

A lei que será publicada e passará a vigorar no sábado também estabelece prazos para projetos e execução das obras. O projeto do terminal intermodal, por exemplo, terá que ser apresentado em um prazo de 60 dias a partir do início da vigência lei (promulgação do texto legal). Já as obras propriamente começarão a serem executadas em um prazo de 12 meses após a aprovação dos projetos, e a conclusão 36 meses (3 anos) depois de seu início.

Já o projeto do Parque Linear Urbano terá que ser apresentado pelos empreendedores 60 dias após o início da vigência da lei, enquanto que as obras serão iniciadas num prazo de até 90 dias após a aprovação dos projetos. O parque terá que ser concluído dois anos depois a contar do seu início.

Além do incremento de receitas orçamentárias com o investimento previsto pelos empreendedores na ordem de R$ 1 bilhão, o projeto dos empreendimentos lançará luz também para a geração de empregos em Limeira. “São empregos em grande quantidade durante a fase de obras”, afirma o prefeito, referindo-se tanto aos projetos privados como aqueles que serão feitos em contrapartida e doados ao município. “Mas, muitos empregos serão criados de forma definitiva, principalmente no complexo comercial”.

O investimento de R$ 1 bilhão anunciado pelos empreendedores dos negócios é um dos maiores já anunciados em Limeira. “Eles chegarão de forma gradativa, mas representam uma grande conquista para o nosso município”, conclui o prefeito Mario Botion.

 

Notícias recomendadas para você
BUSCAR NOTÍCIAS