Notícias
DESENVOLVIMENTO
Limeira é a 9ª colocada em ranking nacional de cidades sustentáveis
25/03/2021 | 10h52
Limeira é a 9ª colocada em ranking nacional de cidades sustentáveis

Limeira ocupa a nona posição no Ranking de Cidades Sustentáveis do Brasil, estudo do Instituto Cidades Sustentáveis, divulgado anteontem (23). O ranking, intitulado Índice de Desenvolvimento Sustentável das Cidades - Brasil (IDSC-BR), analisou dados de 770 municípios de todo o Brasil, a partir de 88 indicadores.

Os municípios participantes receberam notas de 0 a 100, de acordo com o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), formulados pela Organização das Nações Unidas (ONU). Quanto mais próximo ao cumprimento da meta, mais alta a nota.

Segundo os autores do levantamento, as cidades paulistas apresentaram melhor desempenho em relação a outras regiões do País. Na classificação geral, Limeira obteve nota 68,89. A melhor classificada foi Morumgaba, com nota 73,40, seguida por Pedreira, com nota 72,77.

No contexto regional, Limeira se destacou ao ficar a frente de cidades como Americana (29ª colocada), Piracicaba (35ª colocada) e Rio Claro (46ª colocada). Nacionalmente, também apresentou pontuação superior a municípios reconhecidos pela gestão pública, como Curitiba, que ficou na 30ª posição.

Em relação aos 17 objetivos, Limeira já atingiu as metas estabelecidas pela ONU nas seguintes áreas: água potável e saneamento, energias renováveis e acessíveis, indústria, inovação e infraestrutura, cidades e comunidades sustentáveis, produção e consumo sustentáveis e proteção da vida marinha – este último, leva em consideração o tratamento de esgoto antes de ser lançado em rios e mares.

No entanto, o município ainda enfrenta desafios nos setores de erradicação da pobreza, trabalho digno e crescimento econômico, ação climática, igualdade de gênero, parcerias para a implementação dos objetivos, erradicação da fome, saúde, educação, redução das desigualdades, proteção da vida terrestre e justiça.

O secretário de Desenvolvimento, Turismo e Inovação, Tito Almirall, esclarece que os ODS, assim como a Agenda 2030, surgiram em 2015, como um grande pacto para o enfrentamento dos principais desafios globais. Assinado por autoridades dos 193 membros da ONU, incluindo o Brasil, o acordo prevê metas, prazos e compromissos voltados ao desenvolvimento sustentável e à superação de problemas em todo o mundo.

“Para o município, estar entre os ‘top 10’ é muito importante, sinal de que estamos no caminho certo. Continuaremos com muito esforço e trabalho para subirmos cada vez mais nesse ranking”, afirmou Tito.

Serviço:

O ranking foi produzido em parceria com o Sustainable Development Solutions Network (SDSN), apoio do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap) e financiamento do Projeto CITinova. As informações podem ser acessadas pelo link: idsc-br.sdgindex.org/
 

Notícias recomendadas para você