Benefícios da Arborização Urbana

O meio urbano, as árvores desempenham um importante papel na melhoria da qualidade de vida da população, principalmente no que se refere ao conforto ambiental proporcionado por elas. Os benefícios proporcionados pelas árvores são classifi cados como benefícios ecológicos, estéticos, econômicos e sociais. Os benefícios ecológicos referem-se à melhoria microclimática, ou seja, as árvores, por intermédio de suas folhas, absorvem radiação solar que diminui a refl exão e proporciona sombra; reduzem a velocidade dos ventos, aumentam a umidade atmosférica que refresca o ar das cidades, amenizam a poluição atmosférica e acústica, além de protegerem o solo e a fauna.

Os benefícios estéticos referem-se à adição de cores ao cenário urbano com as flores, folhas e troncos; à quebra da monotonia de pavimentos e alvenaria; à introdução dos elementos naturais e linhas suaves e orgânicas no meio urbano composto de materiais artifi ciais e de linhas geométricas; à adição de dinamismo à paisagem urbana através dos aspectos de mudança de cor, queda e brotação das folhas, floração e frutificação. Os benefícios econômicos e sociais referem-se à promoção das cidades, sendo atração turística quando algumas ruas, bairros ou municípios podem ser conhecidos pelas árvores que tem plantadas.

Há, também, valorização de imóveis próximos às áreas arborizadas e redução de consumo de energia em condicionadores de ar, tanto no verão, pela sombra das árvores, quanto no inverno, pela ausência de sombra, no caso de espécies decíduas. Outro importante benefício se dá pela oportunidade de educação ambiental à população: as pessoas aprendem sobre o meio ambiente ao notar a clara diferença entre áreas arborizadas e as áreas construídas. É preciso lembrar que para a arborização cumprir com os seus benefícios, é necessário investimento, assim como em qualquer outro serviço de utilidade pública, principalmente, no plantio, sempre com mudas de alta qualidade, e nas operações de poda. Pelo alto investimento destinado à arborização de ruas, as árvores são consideradas um patrimônio público. Enquanto a maioria dos bens públicos deprecia com o tempo, o valor das árvores aumenta desde o seu plantio até a sua maturidade.