SAÚDE
Vacinação Contra a Influenza
Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza

AGORA ESTÃO SENDO VACINADOS

A PARTIR DE 21/06
  • POPULAÇÃO EM GERAL
A PARTIR DE 07/06
  • Pessoas com deficiência permanente
  • Caminhoneiros
  • Motoristas e cobradores de transporte coletivo urbano e de longo percurso de passageiros
  • Trabalhadores Portuários
  • Forças de Segurança e Salvamento
  • Forças Armadas
  • Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade
  • População privada de liberdade
  • Adolescentes e jovens em medidas socioeducativas
A PARTIR DE 31/05
  • Pessoas com Comorbidades 
A PARTIR DE 24/05
  • Professores
A PARTIR DE 12/05
  • Trabalhadores da Saúde (veja tabela abaixo com critérios)
DE 03/05 A 14/05
  • Idosos 60 anos ou mais
DE 28/04 A 03/05
  • Idosos 65 anos ou mais

DE 19/04 A 30/04

  • Idosos 75 anos ou mais
DE 12/04 A 18/04
  • Crianças de até 6 anos, gestantes, puérperas e indígenas

PARA SE VACINAR, VÁ COM A MÁSCARA DE PROTEÇÃO,  LEVE O CARTÃO DE VACINAÇÃO, O CARTÃO SUS, O RG E O CARTÃO VERDE DA VACINAÇÃO COVID.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Não é recomendada a aplicação das vacinas contra a Covid-19 e Influenza simultaneamente, deve-se respeitar o intervalo mínimo de 14 dias entre elas. Sendo assim, se você já foi vacinado contra a Covid-19, é obrigatória a apresentação do cartão verde comprovando a vacina Covid-19 antes de receber a vacina contra a Influenza.

LOCAIS DE VACINAÇÃO

UBS Nova Suíça Rua Vereador Samuel Berto, s/nº - Jardim Nova Suíça

Segunda a sexta-feira,

das 8h às 11h30
das 12h30 às 16h

 

PLANTÕES DE VACINAÇÃO

DIA HORÁRIO LOCAL  ENDEREÇO

 

     
   
   

 

SERÃO VACINADOS OS GRUPOS NA SEGUINTE ORDEM

GRUPO 1
  • Crianças (de 6 meses a menores de 6 anos)
  • Gestantes
  • Puérperas
  • Povos índigenas
GRUPO 2
  • Idosos de 75 anos ou mais
GRUPO 3
  • Idosos de 65 anos ou mais
GRUPO 4
  • Idosos de 60 anos ou mais
GRUPO 5
  • Trabalhador da Saúde: 

Todos os trabalhadores da saúde dos serviços públicos e privados, nos diferentes níveis de complexidade.
Os trabalhadores da Saúde são aqueles que atuam em espaços e estabelecimentos de assistência e vigilância à saúde, sejam eles hospitais, clínicas, ambulatórios, laboratórios e outros locais. Assim, compreende tanto os  profissionais da saúde – como médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontologistas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais de educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares – quanto os trabalhadores de apoio, como recepcionistas, seguranças, pessoal da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros, ou seja, aqueles que trabalham nos serviços de saúde, mas que não estão prestando serviços diretos de assistência à saúde das pessoas. Incluem-se, ainda, aqueles profissionais que atuam em cuidados domiciliares como os cuidadores de idosos e doulas/parteiras. A vacina também será ofertada aos estudantes da área da saúde que estiverem prestando atendimento na assistência dos serviços de saúde. (conforme orinetação do Informe técnico da 23ª Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, do Ministério da Saúde).

GRUPO 6
  • Professores

    Professores do ensino básico e superior: deverão receber a vacina influenza, mediante apresentação de documento que comprove sua vinculação ativa como professor dessas
    escolas. Todos os professores das escolas do ensino básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA) e superior, de caráter público e privado.
GRUPO 7
  • Pessoas com Comorbidades (Verifique tabela abaixo)
GRUPO 8

 

  • Forças de segurança e salvamento deverão receber a vacina influenza, mediante apresentação de documento que comprove sua vinculação ativa nas forças de segurança e salvamento. o Integram esse grupo: policiais federais, militares, civis e rodoviários; bombeiros militares e civis; e guardas municipais.
     
  • Forças Armadas: deverão receber a vacina influenza, mediante apresentação de documento que comprove a sua vinculação ativa com o serviço de forças armadas ou apresentação de declaração emitida pelo serviço em que atua. o Integram esse grupo: membros ativos das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica). 
     
  • Pessoas com deficiência permanente: serão considerados indivíduos com deficiência permanente aqueles que apresentem uma ou mais das seguintes limitações:
  1. Limitação motora que cause grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas.
  2. Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir mesmo com uso de aparelho auditivo. o Indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de enxergar mesmo com uso de óculos.
  3. Indivíduos com alguma deficiência intelectual permanente que limite as suas atividades habituais, como trabalhar, ir à escola, brincar, etc.
  • Caminhoneiros: deverão receber a vacina influenza, mediante apresentação de documento que comprove o exercício efetivo da função de motorista profissional do transporte rodoviário de cargas (caminhoneiro).
  1.  Integram esse grupo: Motorista de transporte rodoviário de cargas definido no art. 1º, II da Lei nº 13.103, de 2 de março de 2015, que trata da regulamentação da profissão de motorista.
     
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário passageiros urbano e de longo curso: deverão receber a vacina influenza, mediante apresentação de documento que comprove o exercício efetivo da função de motorista/cobrador profissional do transporte de passageiros.
  1.  Integram esse grupo: motoristas e cobradores de transporte coletivo rodoviário de passageiros. 
     
  • Trabalhadores Portuários: deverão receber a vacina influenza, mediante apresentação de documento que comprove o exercício efetivo da função de trabalhador portuário.
  1. Integram esse grupo: Qualquer trabalhador portuário, incluindo os funcionários da área administrativa
  • População privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas: O planejamento e operacionalização da vacinação nos estabelecimentos penais deverão ser articulados com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde e 16 Secretarias Estaduais de Justiça (Secretarias Estaduais de Segurança Pública ou correlatos), conforme a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional – PNAISP e a Política Nacional de Atenção ao Adolescente e Jovem sob medidas socioeducativas. Os trabalhadores da saúde que são funcionários do sistema de privação de liberdade deverão ser registrados no grupo prioritário de trabalhadores da saúde.

 

GRUPO 7  - PESSOAS COM COMORBIDADES

CATEGORIA DE RISCO

INDICAÇÕES

Doença respiratória crônica

Asma em uso de corticoide inalatório ou sistêmico (Moderada ou Grave);

Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC); Bronquiectasia;

Fibrose Cística;

Doenças Intersticiais do pulmão; Displasia broncopulmonar; Hipertensão Arterial Pulmonar;

Crianças com doença pulmonar crônica da prematuridade.

Doença cardíaca crônica

Doença cardíaca congênita;

Hipertensão arterial sistêmica com comorbidade; Doença cardíaca isquêmica;

Insuficiência cardíaca.

Doença renal crônica

Doença renal nos estágios 3,4 e 5; Síndrome nefrótica;

Paciente em diálise.

Doença hepática crônica

Atresia biliar;

Hepatites crônicas; Cirrose.

Doença neurológica crônica

Condições em que a função respiratória pode estar comprometida pela doença neurológica;

Considerar as necessidades clínicas individuais dos pacientes incluindo: Acidente Vascular Cerebral, Indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares;

Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular;

Deficiência neurológica grave.

Diabetes

Diabetes Mellitus tipo I e tipo II em uso de medicamentos.

Imunossupressão

Imunodeficiência congênita ou adquirida Imunossupressão por doenças ou medicamentos

Obesos

Obesidade grau III.

Transplantados

Órgãos sólidos;

Medula óssea.

Portadores de trissomias

Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Síndrome de Warkany, dentre outras trissomias.

Fonte: CGPNI/DEIDT/SVS/MS

DÚVIDAS FREQUENTES

1 - É PRECISO USAR MÁSCARA NA HORA DE TOMAR A VACINA?
SIM, O USO DE MÁSCARA É INDISPENSÁVEL. ELA DEVE SER USADA DESDE O MOMENTO EM QUE O MUNÍCIPE SAIR DE CASA, DURANTE TODO O TEMPO QUE ELE PERMANECER NA UNIDADE DE SAÚDE, ATÉ O RETORNO PARA CASA.

2 - EM CASO DE SUSPEITA DE CORONAVÍRUS OU DE GRIPE, DEVO TOMAR A VACINA?
CASO A PESSOA TENHA SUSPEITA DE CORONAVÍRUS OU DE GRIPE, ELA NÃO DEVE SAIR DE CASA PARA SE VACINAR.

3 - HAVERÁ HORÁRIO ALTERNATIVO DE VACINAÇÃO?
SIM, HAVERÁ PLANTÕES DE VACINAÇÃO AOS SÁBADOS.

4 - QUE DOCUMENTOS É PRECISO LEVAR PARA TOMAR A VACINA CONTRA A GRIPE?
É NECESSÁRIO APRESENTAR RG, CARTEIRA DE VACINAÇÃO E CARTÃO SUS.

 

 


FONTE: PREFEITURA DE LIMEIRA - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE - DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA